top of page

"Dois Tempos de um Lugar", Dandara Modesto e Paulo Monarco (2016)

Atualizado: 30 de mai.

Bom dia! Hoje retomamos nossas atividades depois de uma breve pausa e o segundo semestre já promete ter bastante coisa legal por aqui, com a participação de convidados(as) incríveis. Agora em agosto teremos a curadoria da Paula Carvalho, que é jornalista e socióloga, atualmente fazendo o doutorado em Sociologia na USP. As indicações dela serão compartilhadas por aqui nos dias 10 e 17 desse mês, fiquem ligados(as)!


Hoje eu gostaria de trazer para vocês um álbum que gosto muito, chamado Dois Tempos de um Lugar (2016), da Dandara Modesto e do Paulo Monarco. Eles participaram juntos de vários festivais competitivos de música, e ganharam muitos deles. Esse repertório foi concebido como um espetáculo/show super potente em duo, que foi apresentado por alguns anos. Monarco é o compositor da maior parte das músicas do álbum, que é cheio de parcerias com letristas e compositores(as) de grande destaque na cena brasileira das últimas décadas. Dentre os(as) coautores(as) estão Zeca Baleiro (que participa cantando na faixa “Tem Dó”), Marcelo Segreto, Celso Viáfora, Sueli Mesquita, Kleber Garcêz, Túlio Borges, Alisson Menezes, Sandro Dornelles, Bruno Batista e a própria Dandara. Além disso, eles gravaram uma versão muito bonita de “Trovoa”, um clássico do Mauricio Pereira.


Nesse álbum os dois reinventam a formação de duo de violão e vozes, trazendo muita criatividade aos arranjos. Algumas levadas de violão me lembram muito o suingue e o peso de interpretações do Lenine, e as aberturas de vozes (eventualmente em intervalos quartas e quintas) soam muito viscerais. A produção é do Tó Brandileone e do Swami Jr, e a mixagem do Ricardo Mosca, e é interessante notar que a etapa da pós-produção/mixagem do áudio é tão importante na concepção sonora do álbum que é quase um terceiro integrante, pois gera novos caminhos para os arranjos. Isso é tecnicamente possível pois o violão de aço foi captado em linha, isolado das vozes, o que permite um nível de processamento muito grande. O uso de efeitos para criar ambiências e espaços artificiais cria atmosferas muito imersivas na escuta e dão uma sensação de narrativa, complementando e ressaltando ainda mais a as letras das canções.


Espero que gostem da escuta, até breve!


FICHA TÉCNICA

Dandara Modesto (voz)

Paulo Monarco (voz e violão)

Zeca Baleiro (voz na faixa 5)

Tó Brandileone (produção, piano na faixa 4 e gaita na faixa 9)

Swami Jr (produção)

Ricardo Mosca (mixagem)


PAÍS

Brasil


TIPO DE SOM

Canção


LINKS

YouTube


Spotify

Kommentare


bottom of page