top of page

"Lo Sagrado", Silvana Estrada e Charlie Hunter (2017)

Atualizado: 30 de mai.

Boa tarde! Hoje minha indicação é um álbum da Silvana Estrada e do Charlie Hunter chamado Lo Sagrado, gravado em 2016 quando a Silvana tinha 19 anos de idade. Ela é uma cantora e compositora mexicana que vem despontando muito nos últimos anos, inclusive, ganhou um Latin Grammy de melhor artista revelação em 2022. Já Charlie Hunter é conhecido por tocar um instrumento híbrido de guitarra e baixo de um modo bastante virtuosístico, além de já ter trabalhado com artistas como D’Angelo e John Mayer. Os dois se conheceram em um festival de jazz em Guadalajara (Tónica), onde Hunter estava dando aulas de prática de grupo (jazz ensamble). Ao longo das aulas no festival, Alex Lozano (baterista) e Octavio Álvarez (baixista), que já tocavam junto com a Silvana, sugeriram que eles tocassem algumas composições dela. Depois do festival, Hunter propôs a gravação do álbum, tendo produzido e gravado as guitarras.


A sessão de gravação foi feita algum tempo depois na casa dos pais de Silvana (que são luthiers de instrumentos de corda arcada), em Coatepec, no estado de Veracruz (México). Hunter convidou Chris Finney para a captação de áudio, que foi feita de uma maneira bem “faça você mesmo”: todos em uma única sala, com colchões e biombos improvisados para tratar a acústica. O disco soa muito cru, mas com uma potência enorme. A sonoridade moderna flerta com o funk e o jazz, e trás forte influência de música latino-americana, especialmente ressaltada pela sonoridade do cuatro venezolano, tocado pela Silvana, e pelas claves e levadas rítmicas muito criativas. Conheci esse álbum meio sem querer alguns anos atrás, em uma sugestão algorítmica. Eu já gostava bastante do Charlie Hunter, e fiquei maravilhado com a obra da Silvana Estrada. Vale muito a pena ir atrás de outros trabalhos dos dois. Inclusive, no fim de outubro a Silvana se apresentará no Brasil, caso alguém se interresse.


Até breve e boa escuta!


FICHA TÉCNICA

Silvana Estrada (voz e cuatro venezolano)

Charlie Hunter (guitarra e produção)

Octavio Álvarez (contrabaixo acústico)

Alex Lozano (bateria)

Obed Orozco (teclados)

Francisco Galán (trombone)

Chris Finney (captação e mixagem)

Dave McNair (masterização)


PAÍS

México e EUA


TIPO DE SOM

Canção


LINKS

YouTube


Spotify

Comentários


bottom of page